Nimona, a anti-heroína mais heróica (resenha sem spoilers) 

Nimona, de Noelle Stevenson, é uma história em quadrinhos divertida, inspiradora e do tipo isso-poderia-ser-considerado-infantil-mas-é-muito-mais-do-que-algo-para-crianças. Se você está procurando uma boa aventura que resgate de você aquela heroína (leia-se anti-heroína) que você sempre quis ser, leia este livro!

Quem é Nimona?

Nimona é uma menina-monstro. Ela é uma poderosa metamorfa, ou seja, tem o poder de se transformar em qualquer ser vivo “existente” que ela quiser, incluindo dragões!

Por ser a fã número 1 do maior vilão do reino, o temível Ballister Coração-Negro, Nimona inicia a aventura querendo ajudá-lo a realizar os seus malvados planos.

Em um primeiro momento, Coração-Negro não quer uma criança como comparsa, mas Nimona não aceita ter sua ajuda recusada e, quando ele vê que ela pode lhe ser útil, devido ao seu poder de transformação, diz que tudo bem, desde que ela obedeça as suas regras.

Os vilões mais divertidos que você respeita

Regras? Nimona não as conhece. Afinal, que vilão é esse que tem regras de conduta? Não pode isso, não pode aquilo. Como vão causar os transtornos que ela tanto deseja?


“Nimona” é aquela história que ensina que nem todas as pessoas são completamente boas ou más.

Quando Coração-Negro era jovem, perdeu o braço e, com isso, foi marginalizado. Estando à parte da sociedade, ele assumiu o posto de vilão. O seu trabalho era causar problemas ao reino, respeitando as leis da Instituição de Heroísmo & Manutenção da Ordem – que não é tão heróica quanto pensamos.

Além disso, gostei muito da história pela quebra de paradigmas que ela propõe, com a relação entre Coração-Negro e Sir Ouropelvis (o “mocinho” do reino). Ao longo do livro, vamos conhecendo melhor sobre esses dois e o que existe ali que provocou o acidente a Coração-Negro, ocasionando em sua saída da Instituição.

Outro ponto interessante é a mistura de tempo no universo onde vive Nimona. Poderia ser a idade média, se não fossem as televisões, geladeiras, computadores, e diversos aparatos que usamos nos dias de hoje, além das comidas, expressões e crítica social perfeitamente relacionada à nossa realidade.

Tudo isso torna o livro ainda mais encantador e divertido.

Os personagens que amamos

Nimona, discriminada desde criança por ser diferente. Ela cresce sozinha, é auto-suficiente, mas sabemos que precisa de alguém que a ajude a amadurecer. Afinal, ela vivia recusando ajuda.

Coração-Negro, discriminado desde que perdeu o braço e ficou diferente. Ele vive sozinho, é auto-suficiente, mas sabemos que precisa de alguém com quem possa se relacionar e se divertir, tornando a vida mais leve. Afinal, ele se sentia muito abandonado e magoado pelo antigo companheiro, Sir Ouropelvis, e desde então, se isolou.

Ambrosius Ouropelvis, estimado pela Instituição e por todos no reino. Ele é o exemplo para o reino, o herói. No início, sentimos até mesmo raiva de Ouropelvis porque sabemos que perfeito ele não é. Mas, com o tempo, vemos que pessoas admiradas também cometem erros e, apesar de nem todos saberem disso, no fundo, elas não esquecem e também se arrependem do mal que fizeram. É um personagem que ilustra a hipocrisia, mas em que enxergamos a essência humana, e nos identificamos quando há o reconhecimento por seus erros.

Não importa se você tem 10, 25 ou 50 anos! Nimona foi escrito para você, ser humano. 

Vamos encarar 2017 com a coragem de Nimona

Para saber mais, você pode acessar o site da criadora de Nimona, Ginger Haze, ou segui-la no Twitter! (Ambos em inglês).

Onde você encontra Nimona para comprar:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s